Notícias

Notícias

Universidade de Toronto apresenta metodologia para formação de supervisores de programas de primeira infância

publicado: 13/03/2019 20h16, última modificação: 06/11/2019 12h00
Curso desenvolvido por pesquisadoras será testado no Brasil com o Programa Criança Feliz

Brasília - O último painel do Seminário Internacional da Primeira Infância – o melhor investimento para desenvolver uma Nação, realizado nesta quarta-feira (13), contou com a presença de duas pesquisadoras da Universidade de Toronto. Michal Perlman e Nina Sokolovic apresentaram uma metodologia para a formação de supervisores de iniciativas voltadas para a primeira infância, que será testada no Brasil com o Programa Criança Feliz, do Ministério da Cidadania.

O curso proposto pelas duas cientistas – intitulado Novas Perspectivas para o Aprimoramento da Qualidade do Programa Criança Feliz – qualifica o processo de aprendizagem. De acordo com Nina Sokolovic, trata da questão da responsividade e sensibilidade nas visitas domiciliares. A responsividade é a conexão do cuidador com a necessidade da criança e da família. Como a criança ainda não verbaliza em determinada idade, é preciso compreender pelo olhar, pelo choro e pela reação a determinada estímulo qual a demanda para oferecer o retorno na hora certa. “Tem que ter sensibilidade e sintonia para criar confiança”, salientou.

O objetivo da formação oferecida pela universidade é simplificar a complexidade e medir a eficiência do serviço prestado. A renomada pesquisadora Michal Perlman afirmou que um teste piloto será executado no Brasil nos próximos meses com 50 visitadores do Criança Feliz, que farão o curso de 16 horas. Depois, uma outra avaliação será realizada com 100 visitadores, sendo que metade fará o curso e a outra não, a fim de analisar os impactos da metodologia. “Isso está mudando o comportamento das pessoas e queremos, em longo prazo, verificar também a diferença no desenvolvimento das próprias crianças”, argumentou.

A apresentação do painel foi conduzida pela diretora do Departamento de Atenção à Primeira Infância do Ministério da Cidadania, Gilvani Grangeiro. Para ela, a união entre pensamento científico e políticas públicas é sinônimo de sucesso. “O conhecimento agregado à prática, e a prática com origem no conhecimento acadêmico, é muito importante. Já estamos observando esses resultados com a expansão do Criança Feliz pelo país.”

Seminário Internacional da Primeira Infância
O Seminário Internacional da Primeira Infância – O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação é promovido pelo Ministério da Cidadania e acontece nestas terça (12) e quarta-feira (13), em Brasília. O evento reúne especialistas internacionais e brasileiros no tema primeira infância para avaliar as políticas públicas e provocar reflexões que qualifiquem e ampliem o atendimento a essa faixa etária no país.

 

Criança Feliz - O Ministério da Cidadania coordena o Criança Feliz por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social. O programa integra ações nas áreas da saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Nas visitas semanais, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até três anos beneficiárias do Bolsa Família e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). As gestantes também recebem atendimento.

Até o momento, o programa está presente em 2.622 municípios brasileiros e já atendeu mais de 519 mil crianças e gestantes. No total, mais de 12,1 milhões de visitas domiciliares foram realizadas por cerca de 16 mil profissionais capacitados para orientar as famílias a impulsionar o desenvolvimento cognitivo, motor, socioafetivo e da linguagem das crianças.

*Por Diego Queijo

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa