Notícias

RETROSPECTIVA 2019

Programa que integra ações locais, Município + Cidadão é lançado em outubro

publicado: 06/01/2020 15h20, última modificação: 06/01/2020 16h05
Com foco na ampliação de direitos, programa foi aposta do Ministério da Cidadania no mês, que ainda se destacou pelo marco de 800 mil beneficiados no Criança Feliz e pelo pódio de 3º lugar geral no Jogos Mundiais Militares
48937101936_4c41bb4d7e_k (1).jpg

Ministro da Cidadania, Osmar Terra, em cerimônia de lançamento do Município Mais Cidadão. - Foto: Clarice Castro


Outubro, um mês assinalado por conquistas importantes em diferentes áreas do Ministério da Cidadania. O mês foi marcado pelo lançamento do programa Município + Cidadão, que incentiva a implementação de ações integradas nas áreas de Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte. A área do desenvolvimento social ainda se destacou ao alcançar 800 mil crianças e gestantes atendidas pelo Programa Criança Feliz. Considerado o maior programa do mundo em visitação domiciliar, com acompanhamento semanal, o trabalho das equipes de supervisores, multiplicadores e visitadores do Criança Feliz chegou em todas as regiões do Brasil. Coordenado pelo Ministério da Cidadania por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, o programa promove o desenvolvimento adequado na primeira infância, integrando ações nas áreas de assistência social, cultura, direitos humanos, educação, justiça e saúde.

 

No esporte, o Brasil vibrou com o 3º lugar geral do Brasil nos Jogos Mundiais Militares, na China. A conquista foi protagonizada pelos beneficiários do Programa Bolsa Atleta. Sob um olhar global, a pasta também ficou em evidência na área da Cultura. Em outubro, o Brasil foi protagonista na abertura da reunião de ministros da Cultura do BRICS, que ainda reúne os países África do Sul, China, Índia e Rússia. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, abriu o evento e reforçou a importância da sinergia entre diversas áreas e da parceria com os países-membros do bloco político-econômico.

Ações integradas

Com o objetivo de incentivar a implementação de ações integradas nas áreas de Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte, o ministro Osmar Terra lançou o programa Município + Cidadão. Segundo afirmou, a iniciativa deve fortalecer a parceria com estados e municípios, com foco na ampliação de direitos da população. “Nós queremos que essas ações sejam disseminadas e ampliadas em todos os municípios brasileiros. Uma cidade que já tem, por exemplo, atividades no contraturno da escola precisa ter apoio para ampliar isso. O mesmo para um município com programas com foco na primeira infância ou que tenha capacitação de jovens das famílias mais pobres, para geração de emprego e renda, para ter uma profissão”, ressaltou.

Prevenção às drogas

Por meio da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), o Ministério da Cidadania lançou a segunda etapa da Campanha de Prevenção ao Uso de Drogas. Com a mensagem “Você nunca será livre se escolher usar drogas”, as peças desenvolvidas tiveram como foco jovens de 14 a 18 anos. A campanha alertou sobre as consequências para quem decide experimentar qualquer tipo de droga, mostrando aos jovens as consequências e os riscos trazidos pelo uso, como a perda de liberdade causada pelo vício.

Brasil no pódio

Na China, o Brasil garantiu o 3º lugar nos Jogos Mundiais Militares. Também considerando medalhas em modalidades que não foram computadas pela organização, como a de atletas paralímpicos e as da ginástica artística, o Brasil somou 98 medalhas - 78 delas com a presença de integrantes do Bolsa Atleta. O programa conduzido pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania contou com uma recomposição orçamentária em 2019, com a suplementação de R$ 70 milhões. Graças a isso, o programa hoje beneficia 6.199 atletas – quase o dobro de atletas do governo anterior. E teve mais: até a primeira semana de outubro, 389 projetos foram registrados e R$ 53,9 milhões foram captados pela Lei de Incentivo ao Esporte. Também já foram autorizados para captação 347 projetos, que somam mais de R$ 382 milhões.

Incentivo à leitura

Ações de estímulo à Cultura também tiveram espaço importante no décimo mês de 2019. O Ministério da Cidadania investiu R$ 2 milhões no apoio à realização de 11 feiras e ações literárias no País. A iniciativa teve como finalidade ampliar o acesso ao livro e à leitura nos municípios, difundir a literatura brasileira, fortalecer a cadeia produtiva e a economia do livro, além de estimular a formação de leitores e práticas de leitura.

E por falar em Cultura, o Brasil foi protagonista na abertura da reunião de ministros da Cultura do BRICS, que ainda reúne os países África do Sul, China, Índia e Rússia. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, abriu o evento que marcou o mês de outubro. Na ocasião, Terra reforçou a importância da sinergia entre diversas áreas e da parceria com os países-membros do bloco político-econômico. Para o ministro, a economia criativa deve ser potencializada entre as nações, com foco no estímulo à inovação e na geração de emprego e renda.

Por Renata Garcia
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa