Notícias

Notícias

Parceria pode ser ferramenta para inserção de jovens no mercado de trabalho

publicado: 05/07/2009 14h31, última modificação: 05/11/2019 14h12
Secretário especial do Desenvolvimento Social acredita na força do cooperativismo para criar oportunidades para jovens “nem-nem”

Brasília – O papel do cooperativismo na integração de jovens ao mercado de trabalho foi destacado pelo secretário especial de Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, durante a cerimônia de comemoração dos 50 anos da Organização das Cooperativas Brasileiras, a OCB, e do 97º Dia Internacional do Cooperativismo, no Senado Federal, nesta quinta-feira (4). O secretario avalia que esse sistema econômico pode ser uma das ferramentas utilizadas pelo programa Progredir para criar oportunidades de emprego. “Recentemente conversamos com a OCB para trabalharmos parcerias para criar oportunidades para os jovens nem-nem, que não estão trabalhando nem estudando. Precisamos inserir esses jovens, seja no mercado informal, seja no mercado formal, ou através do cooperativismo”, afirma.

No Brasil, o cooperativismo movimenta mais de R$ 260 bilhões por ano. O presidente da OCB, Márcio Lopes de Freitas, destacou que os recursos são aplicados na própria comunidade, trazendo avanços sociais e econômicos para a região, e provocando desconcentração regional de renda no País. “Esses R$ 260 bilhões acabam não indo para a Avenida Paulista nem viram derivativo em Nova York. Esse dinheiro fica nas comunidades, para fomentar o desenvolvimento. Acreditamos que se a gente ganha, todos têm que ganhar. Para nós, igualdade é isso”, aponta.

A sessão solene de comemoração do aniversário da Organização das Cooperativas Brasileiras e do Dia Internacional do Cooperativismo foi criada pela Frente Parlamentar do Cooperativismo, Frencoop, fundada em 2015. Participaram da sessão os senadores Luis Carlos Heinze e Lazier Martins, os deputados federais Evair de Melo, Alceu Moreira, além do engenheiro agrônomo Roberto Rodrigues, ex-presidente da OCB.

Fomento – O ministério da Cidadania apoia cooperativas de agricultura familiar em todas as regiões do país através da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos. A modalidade permite que órgãos públicos da União comprem itens de agricultores individuais, cooperativas e associações com dispensa de licitação, facilitando a venda e garantindo alimentação de qualidade para milhões de pessoas. Mais informações sobre o PAA você encontra no site: mds.gov.br/compra-da-agricultura-familiar

 

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa