Notícias

Austeridade fiscal

Osmar Terra prestigia trabalho de peritos médicos na garantia de direitos sociais no Brasil

publicado: 12/09/2019 00h00, última modificação: 04/11/2019 14h56
Ministro da Cidadania esteve presente na abertura do 7º Congresso Brasileiro de Perícia Médica, que tem o “bem gastar social” como tema

A austeridade fiscal está no foco do congresso que reúne, em São Paulo, mais de mil médicos peritos de todo o País, interessados em discutir o fazer profissional. Presente na abertura do 7º Congresso Brasileiro de Perícia Médica, nesta quarta-feira (11), o ministro da Cidadania, Osmar Terra, prestou um reconhecimento à categoria.

“A economia que os peritos fizeram foi a maior nas últimas décadas, só na revisão de benefícios, garantindo que o recurso seja aplicado às pessoas que realmente precisam”, afirmou Terra. O ministro enfatizou as contribuições dos médicos peritos no auxílio à gestão de programas sociais do governo federal, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e, mais recentemente, o benefício de pensão vitalícia às crianças com microcefalia, decorrente do vírus Zika.

“A avaliação final, o diagnóstico dos médicos peritos tem papel determinante para a concessão deste benefício a crianças com microcefalia. O Ministério da Cidadania precisa dessa construção conjunta com a categoria”, ressaltou o representante do governo federal.

Com o tema “Perícia médica como agente fiscalizador do bem gastar social e da austeridade fiscal”, o evento é organizado pela Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP). O diretor vice-presidente da ANPM e presidente do congresso, Luiz Carlos de Teive Argolo, reforçou a parceria do trabalho entre governo e profissionais da perícia médica. “Não há como dissociar a perícia do trabalho do Ministério da Cidadania. Hoje somos peritos médicos federais, o que reforça essa ligação para executarmos um trabalho qualificado na área assistencial”, enfatizou.

Sobre o congresso

Pela primeira vez na cidade de São Paulo, o evento – que segue até o dia 14 de setembro – vai oferecer 31 palestras e seis cursos aos inscritos, contabilizando 36 horas durante os cinco dias de evento. De acordo com a organização, o congresso será um marco nas discussões referentes à gestão e governança de sistemas previdenciários e securitários que envolvam a saúde e segurança do trabalhador brasileiro. A ANMP ainda reforça que o perito precisa ter um conhecimento aprofundado de como as doenças relacionadas a várias especialidades médicas e suas sequelas afetam a vida dos trabalhadores brasileiros.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412
(61) 2030-2649