Notícias

Notícias

Ministro da Cidadania defende o fortalecimento de pesquisas sobre síndromes raras

publicado: 23/01/2019 18h27, última modificação: 05/11/2019 14h54
Osmar Terra participou de fórum de discussão com a sociedade civil e o governo federal, em Brasília

Brasília - O ministro da Cidadania, Osmar Terra, defendeu o fortalecimento de pesquisas sobre doenças e síndromes raras e propôs ações em conjunto com outros ministérios para melhorar a qualidade de vida dos portadores. Terra participou de fórum de discussão promovido pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, nesta quarta-feira (23). O evento também contou com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro. 

Segundo Terra, parte da população não tem condições de custear tratamentos caros. Uma parceria interministerial poderia encontrar soluções. “O governo pode criar com o ministério da Educação, da Saúde, da Cidadania e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos uma linha especial de pesquisa para as doenças raras.”

As informações também forneceriam subsídios ao poder público para o implemento de projetos de base científica, como o Criança Feliz, que promove o acompanhamento e o estímulo para o desenvolvimento adequado das crianças nos primeiros anos de vida.

No encontro foram apresentadas as demandas de pessoas com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD), Síndrome cri-du-chat, Epidermólise bolhosa, Amiotrofia Muscular Espinhal (AME), Síndrome de Angelman e Polineuropatia.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa