Notícias

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Ministério da Cidadania reforça proteção social nos municípios atingidos por fortes chuvas

publicado: 28/01/2020 19h45, última modificação: 30/01/2020 12h03
Videoconferência realizada com representantes dos estados reuniu também a Defesa Civil na atenção às demandas emergenciais apontadas pelas regiões mais afetadas
WhatsApp_Image_2020-01-28_at_11.42.42.jpeg

O secretário Lelo Coimbra participou de videoconferência com representantes dos estados e da Defesa Civil - Foto: Divulgação

 

Representantes dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo foram ouvidos pelo Ministério da Cidadania nesta terça-feira (28), durante videoconferência que reuniu também representantes da Defesa Civil no Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), em Brasília. O secretário especial do Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, esteve atento às demandas necessárias na área da proteção social para as cidades que foram afetadas pelas fortes chuvas nos últimos dias. No total, 85 municípios já declararam situação de emergência ou calamidade pública. “Estamos compartilhando informações, ouvindo demandas de cada localidade e criando métodos para a definição das ações daqui para a frente”, explicou o secretário.

O Ministério da Cidadania tem auxiliado os municípios com investimento para a manutenção de abrigos de acolhimento, reforçando também o cadastramento da população atingida nos principais programas de assistência social e na recuperação de documentação para que os moradores continuem recebendo os benefícios. “A gestão municipal precisa ser fortalecida com o nosso apoio para diminuir os impactos do desastre para a população mais vulnerável”, enfatizou.

Nesta segunda-feira (27), o Ministério da Cidadania liberou o saque imediato da parcela de janeiro a beneficiários do Bolsa Família residentes nas áreas atingidas. Em fevereiro, o saque da parcela estará disponível a partir do dia 12 para todos os beneficiários, desconsiderando o calendário oficial. As ações emergenciais são válidas por dois meses.

Por Diego Queijo

 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania
Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa