Notícias

AÇÃO EMERGENCIAL

Ministério da Cidadania antecipa pagamento do Bolsa Família a atingidos pela chuva no Espírito Santo

publicado: 22/01/2020 18h35, última modificação: 23/01/2020 11h41
Mais de 2,1 mil famílias recebem o benefício em quatro municípios capixabas afetados
Municípios tiveram o estado de Calamidade Pública reconhecido

Municípios tiveram o estado de Calamidade Pública reconhecido - Foto: Divulgação


O Ministério da Cidadania adotou ações especiais para agilizar o pagamento do Bolsa Família a todos os beneficiários atingidos pelos temporais no Espírito Santo. Os municípios de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul e Vargem Alta tiveram o estado de Calamidade Pública reconhecido nesta quarta-feira (22) pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. Em cinco dias de fortes chuvas, o estado registra sete mortes. Pelo menos 2,2 mil pessoas tiveram que deixar suas residências.

Mais de 2,1 mil famílias recebem o Bolsa Família nos quatro municípios capixabas. Com a publicação do decreto de Calamidade Pública, o Ministério da Cidadania irá liberar o saque imediato do Bolsa Família àqueles que aguardavam receber o benefício entre os dias 23 e 31 de janeiro, de acordo com o calendário do programa.

Além disso, em fevereiro, o saque da parcela estará disponível a partir do dia 12 para todos os beneficiários, desconsiderando o calendário que leva em conta o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do Bolsa Família. As ações emergenciais são válidas por dois meses. No período, o governo federal autoriza o saque do benefício sem o cartão do programa e sem documentos, em caso de perda.

O secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, destaca as ações prioritárias da pasta no atendimento às famílias capixabas. “Feita a admissibilidade do decreto de calamidade, os instrumentos são toda a proteção que as pessoas necessitam. Tudo para restabelecer a normalidade, minimizar danos, dar conforto ou apoio às pessoas e poder suprir algumas necessidades básicas enquanto as pessoas e a cidade possam se reorganizar”, afirma.

Para o município de Alfredo Chaves, a Caixa Econômica Federal ainda irá disponibilizar nos próximos dias um Caminhão Agência, onde será possível sacar o benefício. Segundo a Caixa, moradores de Iconha têm alternativas de pagamento nos municípios de Piuma ou Anchieta, distantes 17,9 km e 25,5 km, respectivamente.

Além do Espírito Santo, os estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro também registram estragos por causa das tempestades. Em Minas, mais de 200 pessoas estão fora de casa em 16 municípios. O Ministério da Cidadania criou uma sala de situação para atualizar informações sobre as regiões afetadas e orientar as gestões locais acerca das políticas sociais voltadas a famílias e indivíduos em situação de emergência e calamidade pública.

BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA POR MUNICÍPIO:
- Iconha: 375
- Rio Novo do Sul: 473
- Vargem Alta: 789
- Alfredo Chaves: 521

 


*Por Karolina Avila


Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa