Notícias

Notícias

Michelle Bolsonaro participa de ação no Hospital da Criança de Brasília

publicado: 10/07/2019 15h17, última modificação: 06/11/2019 17h54
Presidente do conselho do programa Pátria Voluntária, primeira-dama visitou crianças internadas no hospital de Brasília com grupo de palhaçaria

Levar sorrisos e disseminar alegria. O trabalho voluntário da Trupe Miolo Mole, grupo de palhaçaria, consiste em levantar o ânimo e, por conseqüência, a autoestima de quem está vivendo a rotina de um hospital. O grupo carioca esteve no Hospital da Criança de Brasília, onde reencontrou uma antiga aluna e parceira voluntária, a primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Michelle colocou o nariz vermelho, floriu os cabelos e vestiu o jaleco branco, de médica palhaça, ao lado dos antigos parceiros, na terça-feira (9). O grupo percorreu os corredores do Hospital, entrou nos quartos e na brinquedoteca, brincou com os pequenos pacientes, seus familiares e também com funcionários, levando alto astral e bom humor ao local.

O fundador da Trupe Miolo Mole, Pablo Tavares – ou, doutor Marrom Bombom -, destacou a seriedade que merece o trabalho voluntário. “Enquanto voluntários, tentamos ser melhor em tudo. Estou muito feliz de estar aqui levantando a bandeira de que há trabalhos voluntários sérios no Brasil. É uma honra ter a Michelle conosco, não só por ela ser primeira-dama, mas porque ela conhece os nossos bastidores. Aqui, é um reencontro de grandes amigos que acreditam na mesma causa”, declarou.

   

Programa Pátria Voluntária – Também na terça-feira (9), no Hospital da Criança de Brasília, o governo federal lançou o Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado, Pátria Voluntária. A ação coordenada pelo Ministério da Cidadania é conduzida por um conselho, presidido por Michelle Bolsonaro.

No lançamento do programa, a primeira-dama falou sobre sua trajetória com o voluntariado, fotos de atividades voluntárias das quais participou.

Ela reafirmou a promessa feita durante a posse do presidente Jair Bolsonaro, de trabalhar para toda a sociedade. “Estamos prontos para promover o diálogo com representantes de instituições governamentais e não-governamentais sobre temas de promoção do voluntariado no País, de forma transparente, tendo como objetivo identificar prioridades e realizar ações concretas voltadas à inclusão de pessoas em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, privação ou fragilização de vínculos afetivos e de dependência”, enfatizou Michelle.

O decreto que institui o programa também estabelece o Prêmio Nacional de Incentivo ao Voluntariado. De caráter simbólico, a premiação será concedida anualmente em reconhecimento à atuação de cidadãos e entidades promotoras de atividades voluntárias de relevante interesse social. Além do prêmio, será conferido o Selo de Acreditação do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado a organizações da sociedade civil que desenvolvam ou estimulem trabalhos voluntários.

Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa