Notícias

Notícias

Governo federal ressalta gratuidade de serviços oferecidos pelo Plano Progredir

publicado: 16/07/2019 19h16, última modificação: 06/11/2019 16h36
Os inscritos no Cadastro Único não têm qualquer despesa com cursos de qualificação profissional, criação de currículo, vagas de emprego e microcrédito

Brasília - O Plano Progredir, conjunto de ações do governo federal para gerar emprego e renda, além de promover a autonomia das pessoas inscritas no Cadastro Único, é totalmente gratuito. Os serviços de cursos qualificação profissional, criação de currículo, vagas de emprego e microcrédito não geram nenhuma despesa para o beneficiário.

O diretor de Inclusão Produtiva da Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva Urbana, do Ministério da Cidadania, Gustavo Saldanha, ressalta que nenhum serviço oferecido pelo programa gera custo à população. “Todos os serviços disponibilizados dentro das plataformas do Progredir são gratuitos. O usuário, ao acessar qualquer tipo de serviço oferecido, não será cobrado por absolutamente nada, nenhum tipo de taxa, mensalidade ou recurso. É tudo gratuito”, destacou.

Quem receber alguma cobrança por serviços ligados ao Plano Progredir deve avisar as autoridades. A orientação do Ministério da Cidadania é de que o usuário procure o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do município. Outra opção é entrar em contato com a central de relacionamento do ministério, pelo telefone 121.

PROGREDIR -  Além de ter oferecido R$ 4,7 bilhões em microcrédito até agora, o Progredir já disponibilizou mais de 61 mil vagas de emprego e 200 cursos de qualificação profissional nas modalidades presencial e a distância. Mais informações no Portal Progredir.

*Por Henrique Jasper
Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Cidadania