Notícias

Notícias

Governo federal repassará R$ 2,4 milhões a famílias capixabas

publicado: 10/06/2019 22h15, última modificação: 08/11/2019 10h26
Parceira com o Espírito Santo vai beneficiar projetos de estruturação produtiva com acompanhamento técnico e a transferência de renda

Brasília – Mil famílias residentes no meio rural em situação de pobreza ou extrema pobreza vão ser beneficiadas com o acordo de cooperação técnica firmado entre o governo federal e o Estado do Espirito Santo. O contrato, assinado nesta segunda-feira (10), em Vitória (ES), pelo secretário de Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, e o governador Renato Casagrande, prevê o acompanhamento técnico e a transferência de renda para projetos de estruturação produtiva agrícola ou não, como artesanato e produção de polpas. O valor total investido pelo Ministério da Cidadania será de R$ 2,4 milhões por meio do programa Fomento Rural.

Em contrapartida, o governo estadual vai oferecer, por meio do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), capacitação e assistência técnica para os produtores por um período de dois anos. Segundo o secretário Lelo Coimbra, um dos objetivos do acordo é garantir empregos e gerar renda no campo. “Nós temos na área rural um conjunto de pessoas que necessitam de apoio e precisamos trazer essas pessoas de volta ao mercado de trabalho. Nós temos que garantir que elas gerem renda através do trabalho no campo.”

O Fomento Rural repassa recursos no valor de até R$ 2,4 mil para famílias em situação de extrema pobreza com renda per capita mensal de até R$ 85. Também são beneficiadas com até R$ 3 mil as famílias em situação de pobreza ou de extrema pobreza do Semiárido que tenham cisterna e renda per capita de até R$ 170. No Espírito Santo, mais de 25 mil famílias estão elegíveis para o programa. Segundo o presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado, o fomento pode transformar famílias em empreendedores rurais. “Em muitos casos, as pessoas só precisam de um empurrãozinho. Com R$ 1,5 mil, podemos despertar o empreendedor dentro do produtor rural”, assegura.

O acordo de cooperação foi assinado durante cerimônia no Palácio Anchieta e contou também com a presença do secretário estadual de agricultura, Paulo Foletto.

*Por Henrique Jasper

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania