Notícias

NOTÍCIAS

Escolas do interior do Piauí implementam Projeto Hortas Pedagógicas

publicado: 15/04/2019 00h00, última modificação: 05/11/2019 15h18
Aproximadamente 500 estudantes de duas instituições públicas participarão da iniciativa

Brasília - No município de José de Freitas (PI), cerca de 500 crianças de duas escolas públicas serão contempladas com o Projeto Hortas Pedagógicas. Desenvolvido pelo Ministério da Cidadania em parceria com a Embrapa Hortaliças, a iniciativa consiste em unir nas instituições de ensino técnicas de produção de alimentos e práticas didáticas.

O secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, reforça que a ação promove segurança alimentar e nutricional por meio de um conjunto de atividades que aplica a metodologia do ciclo completo - preparo, plantio e coleta. “Esses ensinamentos farão parte do aprendizado e da construção cultural das crianças do ensino fundamental, especialmente com relação a como lidar com a questão agrária. O projeto é importante porque traz esse conhecimento e essa cultura da alimentação em áreas de risco social”, pontua o secretário.

O trabalho em conjunto entre o Ministério da Cidadania e a Embrapa tem como objetivo implantar hortas pedagógicas no Maranhão e Piauí. No caso do Estado piauiense, a etapa piloto será implantada nas escolas municipais Tia Amélia e José Pacífico de Sousa, em José de Freitas. A secretária de Educação do município, Amparo Holanda da Silva, comemora. “É de suma importância para a educação ambiental, a educação de segurança alimentar e nutricional. Temos muito a ganhar com o projeto Hortas Pedagógicas”, avalia.

Integração – Para o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Carlos Alberto Decotelli da Silva, que também é parceiro da iniciativa, a alimentação escolar, o respeito à qualificação do alimento, a riqueza nutricional e adequar o tipo de alimento à cultura regional da criança são prioridades. “O FNDE quer integrar o respeito ao meio ambiente, a geração de renda e a adequação quanto à capacidade individual daqueles que desejam trabalhar por uma sociedade melhor, uma educação associada à qualificação e formação da cidadania. É um projeto de grande iniciativa, de grande resultado.”

Na metodologia proposta pelo projeto, as hortas funcionam como sala de aula aberta e interdisciplinar, nas quais disciplinas básicas e temas transversais podem ser abordados, de forma prática, em todas as etapas do ensino fundamental e médio.

*Por Renata Garcia.

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa