Notícias

Cidades goianas conhecem Programa Município + Cidadão

publicado: 26/11/2019 14h00, última modificação: 11/12/2019 18h26
Ação do Ministério da Cidadania tem como objetivo transformar comunidades por meio da implantação de políticas integradas nas áreas da Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte
6fddd023-5260-4ba0-b8c5-3df9cb643793.jpeg

- Foto: Marcos Lopes

O Ministério da Cidadania apresentou a gestores goianos o Programa Município + Cidadão. Em Alto Paraíso de Goiás, a secretária-executiva da pasta, Ana Pellini, esclareceu sobre os benefícios da iniciativa que tem como objetivo transformar comunidades por meio da implantação de políticas integradas nas áreas da Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte. Para a secretária, o programa visa investir nas pessoas. Ela acredita que a integração das políticas públicas vai colaborar para a redução das desigualdades sociais. "Estamos indo a diversos municípios para levar o Programa com uma série de opções que se adequam ao porte, necessidade, características de cada local. Não tem sentido a gente definir uma política de Brasília, e não estar adequada à localidade. Isso que nós estamos buscando", explicou Pellini.

A participação no Município + Cidadão prevê premiações às prefeituras que mais se destacarem no cumprimento de metas do programa. Esta iniciativa é a junção de várias ações que os municípios já fazem, na maior parte das vezes, e que elevam o patamar da cidadania, e melhoram a qualidade de vida da população.

Para participar, a cidade precisa aderir ao Plano Progredir e ao Criança Feliz, ambas iniciativas do Ministério da Cidadania. O município também deve fazer compras institucionais da agricultura familiar e firmar um compromisso para realizar diagnóstico da situação de dependentes químicos em tratamento. O prazo de adesão ao programa Município + Cidadão vai até 19 de janeiro de 2020.

Goiás

Para o prefeito de Alto Paraíso de Goiás, Martinho Mendes, o programa é uma forma de levar mais qualidade de vida para a comunidade, principalmente aos moradores de baixa renda. "Isso aproximará e facilitará o trabalho dos gestores nos municípios, cuidando, principalmente, das pessoas que mais precisam dentro dos municípios, que é a parte que fica um tanto à margem da sociedade, os mais carentes", afirmou.

Na cidade vizinha, em Cavalcante, a secretária-executiva, Ana Pellini, esteve com o prefeito Josemar Freire. O município, no nordeste goiano, é considerado o mais vulnerável do estado, de acordo com o Índice Multidimensional de Carências das Famílias (IMCF), levantado pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB). "Cavalcante é o quarto maior município do estado de Goiás. No entanto, é um município bastante carente. E esses projetos vão ao encontro dos nossos anseios, aquilo que precisamos desenvolver", disse o prefeito.

O objetivo do governo federal com a ação é mudar a realidade de vulnerabilidade social por meio da promoção de festivais de música, de dança, e de audiovisual, de olimpíadas municipais e de ações para geração de emprego e renda, além da inclusão das pessoas com deficiência, entre outras. O programa Município + Cidadão já foi lançado em cidades de Alagoas e Sergipe.

Cidades goianas conhecem Programa Município + Cidadão (26/11/2019)

Saiba Mais
Os municípios brasileiros participantes serão divididos em cinco categorias, de acordo com o número de habitantes. As cidades que ficarem em primeiro, segundo e terceiro lugares, em cada um dos grupos, receberão certificação de Município + Cidadão, em evento a ser realizado em junho de 2020, em Brasília.
Para saber mais sobre o programa, acesse cidadania.gov.br/municipiomaiscidadao.

Por André Luiz Gomes

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa