Notícias

INCLUSÃO

Ação de contraturno escolar propõe inclusão social em Vacaria (RS)

publicado: 03/02/2020 22h16, última modificação: 12/02/2020 15h41
Ministério da Cidadania irá apoiar projeto por meio da Lei de Incentivo ao Esporte
O ministro Osmar Terra visita quadra de tênis na cidade gaúcha

O ministro Osmar Terra visita quadra de tênis na cidade gaúcha - Foto: Clarice Castro

Vacaria (RS) - Retirar crianças e adolescentes do ócio no contraturno escolar através da oferta de atividades de educação, cultura, esporte e recreação. Assim funciona o projeto Lapidando Cidadãos, da Associação de Meninos e Meninas Assistidos Santa Cecília (AMMA), em Vacaria (RS). Atualmente, participam 420 crianças de escolas da rede, 280 delas consideradas em situação de vulnerabilidade social.

 

A iniciativa é realizada há cinco anos no município. “É muito legal para mim”, afirma Vítor Moraes. O estudante de sete anos já é campeão de quatro etapas do Circuito Sul Brasileiro de Tênis e vice-campeão da Copa Guga, um dos principais torneios de tênis do país. “Aqui eu treino de manhã, depois vou para a escola, e de noite eu venho treinar de novo”, contou o menino, de raquete em punho.


A AMMA é uma Organização Não Governamental (ONG) formada por profissionais da instituição, servidores cedidos pela prefeitura, membros de entidades parceiras e voluntários. Eles são educadores sociais, pedagogos, psicólogos e instrutores de modalidades esportivas, como natação, jiu-jitsu, capoeira e tênis.


Incentivo


Este ano, o Ministério da Cidadania deve destinar aproximadamente R$ 778 mil ao projeto de tênis, via Lei de Incentivo ao Esporte.


“Trabalhando a infância e a juventude, teremos uma cidade menos violenta, um país menos violento e com mais dignidade de vida para os seus cidadãos”, afirmou o ministro da Cidadania, Osmar Terra. “É importante que todos participem”, concluiu.

A iniciativa foi idealizada pelo promotor de Justiça de Vacaria, Luis Augusto Costa. Silvia Beatriz Rodrigues, mãe do estudante Vítor, acredita no projeto. Ela o percebe como uma oportunidade para que todas as crianças possam mostrar seus talentos. “Esse contraturno é muito importante. Eu, como mãe, vejo de grande valia para os meus filhos essa oportunidade de estarem participando de um projeto tão grande e tão bacana”, avaliou.

Das 420 crianças e adolescentes participantes, 120 são beneficiárias do Programa Bolsa Família.

Ministro visita o Projeto Lapidando Cidadãos na cidade de Vacaria (RS) (01/02/2020)

 

Por Renata Garcia

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
www.cidadania.gov.br/imprensa