Notícias

Covid-19

Governo finaliza primeira remessa de cadastros do auxílio emergencial nesta terça

publicado: 21/04/2020 11h53, última modificação: 21/04/2020 11h53
Com mais 9,9 milhões de pessoas analisadas, Dataprev e Ministério da Cidadania concluem os 23,1 milhões de requerimentos feitos entre 7 e 10 de abril pelo aplicativo ou site da Caixa


Os profissionais da Dataprev e do Ministério da Cidadania estão empenhados dia e noite em concluir o processamento e a homologação das informações de mais de 9,9 milhões de brasileiros para que eles recebam o auxílio emergencial de R$ 600. O conjunto de dados será enviado nesta terça-feira (21.04) à Caixa Econômica Federal. Com isso, os órgãos finalizam a análise dos 23,1 milhões de requerimentos finalizados entre os dias 7 e 10 de abril pelo aplicativo ou site do banco.


“As equipes estão intensamente dedicadas e comprometidas com as análises. Estamos em contato constante com o Ministério da Cidadania e trabalhando continuamente nos finais de semana e feriados, dentro da urgência que a situação exige, para atendermos a população brasileira”, disse o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto. 

 

Foto: Agência Brasil


No domingo (19.04), foram enviados à Caixa 4,1 milhões de CPFs elegíveis do público que inclui os trabalhadores informais, microempreendedores e contribuintes individuais (Grupo 1). No dia 15, já haviam sido entregues outros 9,1 milhões de CPFs homologados. Ao todo, a Caixa já dispõe de 13,2 milhões de requerimentos desse grupo.


Os resultados também incluem todos os CPFs considerados inelegíveis pelos sistemas de batimento da Dataprev. Os cruzamentos consideram os critérios estabelecidos na Lei n. 13.982, de 2 de abril de 2020, e todas as informações obtidas passam por um processo de homologação do Ministério da Cidadania.


Entrega dos Dados


A primeira remessa dos cadastros foi recebida pela Dataprev na madrugada do dia 12 de abril. Para otimizar a análise, o processamento foi dividido em três lotes. O primeiro lote foi entregue à Caixa no terceiro dia útil (15.04), a contar do recebimento dos dados. Já o segundo lote foi entregue no dia 19 de abril, após cinco dias úteis. E o terceiro será transmitido nesta terça-feira.


No sábado (18.04), a Dataprev recebeu da Caixa a segunda remessa de dados, contendo os cadastros concluídos entre 11 e 17 de abril. A previsão é enviar o primeiro lote desses resultados até quarta-feira (22.04) no final do dia. Já o segundo e último lote deverá ser encaminhado na noite de sexta-feira (24.04). Os resultados somente são enviados à instituição financeira federal após a homologação do Ministério da Cidadania.


Nova solicitação


A Caixa anunciou uma novidade nesta segunda-feira (20.04): as pessoas inscritas no Cadastro Único que tiveram o pedido rejeitado e discordem da análise, podem apresentar nova solicitação por meio do aplicativo e portal do banco. A medida também vale para os requerimentos dos trabalhadores informais.


A atualização do aplicativo da Caixa também permite que as pessoas que estavam com o CPF irregular possam tentar o cadastro novamente. Os sistemas da Dataprev foram atualizados para processar os 13,6 milhões de novos CPFs regularizados na última sexta-feira (17.04) pela Receita Federal em conjunto com o Ministério da Cidadania. 


“Superamos dificuldades em relação à base de dados do CPF no cruzamento que fizemos para atender as pessoas que se cadastraram no aplicativo. Tomamos uma série de providências para simplificar, para tranquilizar e permitir que todos aqueles que mais precisam do auxílio emergencial possam recebê-lo o mais rapidamente possível”, destacou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.


Números


Até agora, 43.166.280 de CPFs elegíveis pela Dataprev e validados pela Cidadania estão em posse da Caixa para verificação final e pagamento. Deste total, 13.182.931 fazem parte do Grupo 1 (microempreendedores individuais, contribuintes individuais e trabalhadores informais).


Já no Grupo 2, que inclui os beneficiários do Programa Bolsa Família, foram identificados 19.221.231 elegíveis. Pelo Grupo 3, que abrange os inscritos no CadÚnico e não beneficiários do Bolsa Família são 10.762.118.


Fonte: Portal Dataprev